• (55) (19) 3442-2613
  • |
  • adm@davincicolegio.com.br

Na Educação Infantil, busca-se a integração da criança através do desenvolvimento dos aspectos biológicos, psicológicos intelectuais e sócio-culturais, preparando-as para a continuidade do processo educacional, em termos de Ensino infantil.

PROPOSTA PEDAGÓGICA INFANTIL

A proposta pedagógica do COLÉGIO DA VINCI está baseada na Metodologia Sócio - Construtivista, ou seja, o objetivo é levar o aluno a explorar e descobrir todas as possibilidades das relações, do espaço e do seu corpo, através disso, desenvolver a sua capacidade de observar, descobrir e pensar. As atividades são programadas à inserir o conteúdo a ser trabalhado dentro do objetivo a ser alcançado pelo colégio.

A proposta bilíngue do COLÉGIO DA VINCI estimula o desenvolvimento da competência linguística da criança desde a Educação Infantil, não apenas através da fala, da leitura, da escrita e da compreensão, mas também do domínio da terminologia acadêmica peculiar às disciplinas do currículo escolar. Um diferencial que forma alunos competentes linguisticamente e academicamente.

Ainda que a criança pequena não entenda as letras das músicas e o significado das palavras, a mera audição desenvolverá em diversas regiões do cérebro os canais neuronais apropriados à aquisição posterior da língua.

Uma criança que familiarizou-se desde cedo com os sons de duas línguas irá dispor, mais tarde, de um estoque mais rico em padrões sonoros que a outra, criada em convívio exclusivo com a língua materna. Assim, todo aquele que, desde pequeno, convive com duas línguas fixa o segundo idioma em redes tão estáveis que continuará dominando-a ainda que tenha deixado de utilizá-la por décadas.

Também no que se refere às habilidades de pensamento os benefícios cognitivos da Educação Bilíngue são inúmeros. A criança desenvolve um pensamento relativista e mais sofisticado na medida em que é estimulada a pensar nos dois idiomas, sabendo que a lógica que se aplica a uma língua nem sempre diz respeito à outra. A capacidade de análise contrastiva também é potencializada pois a criança exercita a habilidade de comparar ao utilizar as duas línguas.

Na Educação Infantil, busca-se a integração da criança através do desenvolvimento dos aspectos biológicos, psicológicos intelectuais e sócio-culturais, preparando-as para a continuidade do processo educacional, em termos de Ensino Fundamental.

Embora as crianças desenvolvam suas capacidades de maneira heterogênea, a educação tem por função criar condições para o desenvolvimento integral de todas as crianças, considerando, também, as possibilidades de aprendizagem que apresentam nas diferentes faixas etárias através de uma atuação que propicia o desenvolvimento de capacidades envolvendo aquelas de ordem física, afetiva, cognitiva, ética, estética, de relação interpessoal e inserção social.

A definição dos objetivos em termos de capacidades - e não de comportamentos - visa ampliar a possibilidade de concretização das intenções educativas, uma vez que as capacidades se expressam por meio de diversos comportamentos e as aprendizagens que convergem para ela podem ser de naturezas diversas. Ao estabelecer objetivos nesses termos, o professor amplia suas possibilidades de atendimento à diversidade apresentada pelas crianças, podendo considerar diferentes habilidades, interesses e maneiras de aprender no desenvolvimento de cada capacidade. Respeito à diversidade dos alunos é parte integrante da nossa proposta. Para que seja incorporada pelas crianças, a atitude de aceitação do outro em suas diferenças e particularidades precisa estar presente nos atos e atitudes dos adultos com os quais convivem na instituição. Começando pelas diferenças de temperamento, de habilidades e de conhecimentos, até as diferenças de gênero, de etnia e de credo religioso, o respeito a essa diversidade deve permear as relações cotidianas.

É tarefa primordial do Colégio a difusão de conteúdos. Não conteúdos abstratos, mas vivos e concretos, portanto, indissociáveis da realidade social. Um ensino que segue a linha "diálogo - ação - compreensão – participação” baseada em relações diretas da experiência do aluno, o que se presta aos interesses sociais, já que a própria unidade escolar pode contribuir para eliminar a seletividade social e torná-la democrática. A condição para que o Colégio sirva aos interesses sociais e garantir a todos um bom ensino, isto é, a apropriação dos conteúdos curriculares básicos que tenham ressonância na vida dos alunos.

Com inspiração na pedagogia inspirada na psicogenética de Jean Piaget e nas propostas educacionais de Maria Montessori, Wallon e Vigotisk, buscamos a integralização da criança através do desenvolvimento dos aspectos biológicos, psicológicos e sócio-culturais, de onde são originados todas as atividades dos currículos de cada curso, desenvolvidos mês a mês, semana a semana, através de planejamentos.


Kids 1

A idade para este curso é de 1 ano.

Nos primeiros anos de vida, a criança está descobrindo o mundo e é nesse momento que ela expressa seus sentimentos mais puros e até seus medos. Por meio da arte, podemos descobrir emoções e permitir que a criança se expresse livremente.

Nesta idade a criança tem além das aulas com a professora, para a estimulação sensorial, aulas de música e psicomotricidade com professores especialistas.


Kids 2

A idade para este curso é de 2 anos.

Nessa fase, visamos explorar atividades que desenvolvam a criança fisicamente, socialmente e psicologicamente, estimulamos a linguagem oral através de histórias, dramatização e brincadeiras, respeitando, sempre, as diferenças individuais de cada um.

Nesta idade as crianças têm aulas complementares de Música e Psicomotricidade, com professores especialistas, que promovem juntamente com a professora da sala e auxiliares de classe um desenvolvimento bio-psico-social das crianças.


Kids 3

A idade para este curso é de 3 anos.

Nessa fase, visamos o desenvolvimento da criança nos principais conceitos básicos do esquema corporal, da orientação espacial, da organização temporal, do ritmo, da coordenação viso-motora, além de, buscar o desenvolvimento da linguagem como forma de comunicação.

Nesta idade as crianças têm aulas complementares de Música e Educação Física, com professores especialistas, que promovem juntamente com a professora da sala e auxiliares de classe um desenvolvimento bio-psico-social das crianças.

Com estimulação adequada nas séries iniciais a criança tem um percurso acadêmico com menos chances de desenvolver dificuldades de aprendizagem.


Kids 4

A idade para este curso é de 4 anos.

Nessa fase, visamos o desenvolvimento integral da criança através de uma evolução harmoniosa nos aspectos biológicos, físico-motor, cognitivo e afetivo-emocional, dando ênfase à coordenação motora e ao preparo para a escrita (período preparatório).

Buscamos o desenvolvimento da linguagem como forma de comunicação e ampliação do pensamento.

Nesta idade as crianças têm aulas complementares de Música e Educação Física, com professores especialistas, que promovem juntamente com a professora da sala um desenvolvimento bio-psico-social das crianças.

Nesta fase desenvolvemos atividades preparatórias na área da linguagem e do raciocínio lógico-matemático, o que facilita o processo de aquisição da alfabetização efetiva.


Kids 5

A idade para este curso é de 5 anos.

Trabalho de prontidão para a alfabetização.

Com a busca da pronúncia correta dos fonemas, assim como a grafia das letras e a correspondência letra- som. Estimulação do raciocínio lógico matemático, organização do pensamento para a execução e integração das aprendizagens num conceito acadêmico.
Trabalho específico com os pré-requisitos da escrita, leitura e cálculo, inicialmente com atividades concretas e posteriormente atividades de prontidão para a alfabetização.

Procuramos desenvolver conceitos básicos de cidadania, respeito mútuo, cooperação e colaboração com os colegas e todos os funcionários da escola, bem como a importância e o cuidado com a natureza. Através de conceitos básicos e material concreto buscamos o desenvolvimento do pensamento e ações conscientes.

Nesta idade as crianças têm aulas complementares de Música e Educação Física, com professores especialistas, que promovem juntamente com a professora da sala um desenvolvimento bio-psico-social das crianças.


A avaliação na Educação Infantil

Os professores utilizam fichas individuais de acompanhamento e observação dos alunos, com os itens a serem preenchidos e condizentes com os conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais desenvolvidos.


Material utilizado

O colégio dentro de sua proposta utiliza livros didáticos para que possa dar flexibilidade ao professor e ao aluno na construção do aprendizado. Sendo assim é de muita importância a utilização do caderno, para os registros.

Desenvolvemos apostilas específicas de coordenação motora para a Educação Infantil, com atividades preparatórias para a escrita.

No Ensino Fundamental damos ênfase na Elaboração do Pensamento e Produção Escrita, com elaboração de projetos específicos.


Objetivos das aulas complementares

Música

"A música deve ser considerada uma verdadeira 'linguagem de expressão', parte integrante da formação global da criança. Deverá ela estar colaborando no desenvolvimento dos processos de aquisição do conhecimento, sensibilidade, criatividade, sociabilidade e gosto artístico. Caso contrário, perder-se-á na forma de simples atividade mecânica, com a mera reprodução de cantos, sem a interação da criança com o verdadeiro momento de criação musical."

A música pode melhorar a memória verbal das crianças, segundo um estudo realizado em Hong Kong e publicado na última edição da revista americana Neuropsychology.

Sendo assim os alunos do Colégio da Vinci, têm aulas de música a partir do Kids 1.

Arte

Nas aulas de arte, ministradas desde a educação infantil, com o objetivo de estimular para que o indivíduo consiga combinar ideias que até então nunca tinham sido “misturadas”, dando origem a um novo conhecimento.
Winnicott diz que "…é através da percepção criativa, mais que qualquer outra coisa, que o indivíduo sente que a vida é digna de ser vivida".

A criatividade permite solucionar desafios e problemas que surgem no dia-a-dia, o que faz com que esta resolução criativa tenha um real valor utilitário face a algo.

A linguagem da arte na educação tem um papel fundamental, envolvendo os aspectos cognitivos, sensíveis e culturais. Dando continuidade, no Ensino Fundamental as crianças além de reforçar conceitos de criação e habilidade manual, aprendem sobre os principais pintores, História da Arte e trabalham com releituras.

Psicomotricidade

Desenvolvida principalmente na Educação Infantil a Psicomotricidade é uma ciência que possui uma importância cada vez maior no desenvolvimento global do indivíduo em todas suas fases, principalmente por estar articulada com outros campos científicos como a Neurologia, a Psicologia e Pedagogia. Isso acontece porque a Psicomotricidade, se preocupa com a relação entre o homem e o seu corpo, considera não só aspectos psicomotores, mas os aspectos cognitivos e sócio-afetivos que constituem o sujeito.

Portanto, Psicomotricidade é a área que se ocupa do corpo em movimento. Mas não podemos esquecer que o corpo é um dos instrumentos mais poderosos que o sujeito tem para expressar conhecimentos, ideias, sentimentos e emoções. É ele que une o indivíduo com o mundo que lhe dá as marcas necessárias para que se constitua como sujeito.

O desenvolvimento humano implica transformações contínuas que ocorrem através da interação dos indivíduos entre si e entre os indivíduos e o meio em que vivem.

Educação Física

O trabalho interdisciplinar permite à Educação Física uma interação na construção do conhecimento na escola, fazendo uso de conteúdos inerentes à sua formação e articulando-os com as demais disciplinas curriculares.

Todos sabemos que os esportes, em geral, são um bom meio para se obter uma condição física saudável. Também temos conhecimento de seu valor enquanto atividade de lazer - seja praticando-o ou apenas assistindo a sua prática - ou ainda, e o mais importante, enquanto um valioso elemento educativo que serve para o reforço de valores morais adequados e hábitos que valorizam a qualidade de vida. Indiscutivelmente, a importância dos esportes é elevada na sociedade atual.

Assim, a Educação Física atualmente tem como objeto de estudo "o homem em movimento" e pode ser entendida como uma área que interage com o ser humano em sua totalidade, englobando aspectos biológicos, psicológicos, sociológicos e culturais e a relação entre eles.
Top